Crueldade além do compreensível!

Uma investigação infiltrada, levada a cabo pela organização PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), entre Junho e Setembro deste ano, revelou factos horrendos sobre o tratamento de porcos numa quinta no Iowa, que produz para a Hormel e outras empresas de carne nos EUA. Os abusos e maus tratos registados em vídeo vão além da compreensão e é sabido que este tipo de comportamentos acontece em todo o mundo nas empresas de criação intensiva de animais para consumo. Progenitoras, crias e adultos violentados, feridos e abandonados ao sofrimento. Na próxima vez que pensarem em comer produtos derivados desta indústria alimentar, pensem duas vezes. Ao consumir, é-se cúmplice.

DESAFIO A QUE VEJAM O VÍDEO.

Saber mais acerca.

Advertisements

10 Comments

Add yours →

  1. Luis aka Finlandês xD September 18, 2008 — 14:37

    Que exageroooo!!! Acho que tudo isto é muito mau e é claro que da pena ver isto… mas a culpa não é de quem consome carne! E por este video ter o intuito de persuadir o pessoal a não comer carne de porco perde logo a razão toda!.. A culpa é dos chefes daquela empresa! Porque ao fazer aquilo aos porcos só vai piorar a qualidade da carne, ou seja, o seu produto ou então é da fiscalização que não está a fazer o seu trabalho!… “Não comam carne de porco!” » radicalismo… =/

  2. O facto do vídeo ser visto e comentado é, quanto a mim, um ponto ganho! O vídeo não pretende, em primeira instância, dissuadir o consumo de porco. Pretende, em primeiro lugar, mostrar e alertar para o que acontece nesta indústria. E quer se goste ou não, o consumo deste tipo de “alimentos” contribui para a manutenção da existência de fábricas de criação intensiva que por si só, à partida, sem termos em conta situações de violência premeditada e com a simples intenção de provocar sofrimento, são produções que colocam os animais em sofrimento desnecessário. Ou seja, situações que, para atingir o objectivo da criação intensiva, isto é um cresimento rápido do animal, ao menor custo e sem qualquer atenção com o sofrimento provocao no animal durante os processos fabris. Exemplos disso são: a criação intensiva de aves (a maioria das disponíveis para consumo no mercado), de gado bovino e porcino. Hoje em dia, fruto de muita investigação, existem pocessos de criação extensiva que podem ser implementados (em alguns países já são implementados, como Inglaterra) e têm em conta o Bem-Estar dos animais enquanto estes são criados, mesmo tendo como objectivo o abate para alimentação humana. A título de exemplo: em Portugal, os frangos de criação extensiva gozam de ar fresco, da luz do sol e da possibilidade de correr e voar; são utilizados frangos de raças de crescimento lento, que são fortes, saudáveis, curiosos e activos. Não será esta uma boa alternativa para um consumo mais humanizado e saudável de animais? Neste sentido, deixo uma recomendação que me parece razoável: ao comprar carne, dar preferência aos animais campestres ou biológicos, criados ao ar livre. Mas pode colocar-se a questão “Mas a carne de criação intensiva não é mais barata?”. Sim, é. Mas os argumentos são os seguintes: provavelmente o animal teve uma vida cheia de sofrimento; estará a ingerir uma carne repleta de antibióticos (que têm que ser aplicados nos animais de criação intensiva para combater doenças que surgem nestes espaços sobrepopulados) e que têm consequências na saúde humana.

    Citando Peter Singer: “As pessoas que lucram com a nossa exploração de grandes quantidades de animais não precisam da nossa aprovação. Precisam do nosso dinheiro. (…) Os produtores utilizarão métodos intensivos enquanto conseguirem vender o produto destes mesmos métodos: terão recursos para combater politicamente as reformas e poderão defender-se das críticas com a afirmação de que se limitam a dar às pessoas aquilo que elas querem.”

    Fresh Made

  3. É nestas alturas que pedimos a intervenção de uma ASAE…por exemplo…

  4. Eu nao me interessa se as pessoas gostam ou nao de carne, acredito k estes animais sao criados para consumo e por essa razao vivam em cativeiro e acabem por morrer, mas isto nao significa k sejam obrigados a sofrer, a morte pode ser rapida e eficaz provocando pouco sofrimento ao animal, tudo o resto é crueldade. devia haver quen pussese fim a isto…que levase a cabo operaçoes policias para que pessoas sem excrupulos como estas fossem presas e sentencidas a penas bem pessadas por crueldade com os animais

  5. Não consegui ver o vídeo todo…
    Os maus tratos a animais estão inequivocamente correlacionados em termos investigativos com organizações psíquicas em défice de desenvolvimento, estruturas que representam o mais alto nível de psicopatia e, assim sendo, na prática e do ponto de vista do funcionamento, a insensibilidade e o desrespeito perante o que do ponto de vista humano é mais elevado, os valores que se traduzem na consideração da vida e dignidade de cada um enquanto pessoa…
    Aqui residirá também um achega fundamental e, assumidamente, fundamentalista, (porque não, quando se trata de travar a crueldade?) ao vídeo exposto… O regozijar dos tratadores é à maioria, felizmente, de nós, incompreensível… Estas não são pessoas saudáveis. Merecem, atendendo aos actos brutos, uma oportunidade de recuperação mental que não lhes daremos se não equacionarmos enquanto consumidores a origem do produto a comprar. Percebo o alerta e não creio que haja radicalismos na luta pela tentativa de persuadir à mudança de atitudes a favor do bem-estar animal e humano.

    Andreia

  6. Luis aka Finlandês xD September 18, 2008 — 17:28

    O caminho dos justos esta cercado por todos os lados! Pela enecuidade dos egoístas e pela tirania dos homens maus! Abençoado seja aquele que em nome da caridade e da bondade conduz os mais fracos através dos vale das sombras pois ele é o protector, e encontra todas as crianças que se perderam! E desabarei com enorme vingança e ira sobre todos aqueles que tentaram envenenar e destruir os meus irmãos, e saberei então que sou o senhor vosso Deus quando a minha vingança sobre vós, se abater!

    Andreia, dei o meu melhor, mas mesmo assim ganhaste-me aos pontos! xD *********

  7. cum caneco Luis!!!…pareces un senhor falando assim….Nao a crueldade!!!

  8. Temos com certeza o direito a divergir (e até a ironizar na defesa de um ponto de vista…) (Acredita Luís que eu não serei nunca nomeada de Madre Teresa de Calcutá, obrigada por me teres feito rir)!!

    Andreia

  9. @Luis aka Finlandês xD Isso é muito bonito…mas é uma citação que está espalhada pela net…mas foi uma boa tentativa… 😉

    http://www.google.pt/search?hl=pt-PT&q=O+caminho+dos+justos+esta+cercado+por+todos+os+lados!+&btnG=Pesquisar&meta=

    Ah…e não, não vi o vídeo…de qualquer forma, não devemos humanizar os animais e por vezes, entra-se por esse caminho pantanoso e radical. De qualquer forma, isso não quererá dizer que devemos partir para o sofrimento e para métodos menos lícitos e essa será a diferença fundamental.

    Deixar de comer carner resolverá alguma coisa? Fazer manifestações em frente de praças de touros resolverá alguma coisa?

    Não…mas a fiscalização e as regulamentação e cumprimento da lei, são fundamentais para que este tipo de coisas não aconteça e a ASAE é, nestas situações, uma entidade que surgiu em boa hora. Muitas vezes a sua forma de actuar suscita dúvidas, mas que é um entidade necessária…quanto isso, não me parece que haja dúvidas…como ainda não há ASAEs a cada esquina, obviamente que haverá sempre este tipo de situações, mesmo que seja uma minoria…ou pelos menos, espero que seja uma minoria…

  10. Luis aka Finlandês xD September 18, 2008 — 18:05

    Eii, oh Phil! Pronto.. Peço desculpa… Admito que tirei esta frase de outro sitio e ate digo de onde, não tenho problema nenhum (LOL!)… foi tirada de um bonito filme português chamado “Balas e Bolinhos”! 😉 … E como foi de um filme, fui eu que a escrevi “by myself” à lá pate!.. Se reparares bem essa frase que foste pesquisar é um bocado diferente…. Tudo de bom! xD****

Hey! O que tens a dizer sobre isto?

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: